terça-feira, 22 de setembro de 2009

Namoro (quase)perfeito

Muitas vezes na vida, da uma tremenda vontade de sumir do mapa e colocar as tripas pra fora de tanto chorar. O mais estranho disso que isso só acontece em tudo que é lugar público, o que é incrível. Na rua, dentro de loja, no cinema e no Habbie's onde todo mundo comprova a sua fossa. Na maioria das vezes você esconde saindo de perto e dizendo que vai até o banheiro, tudo porque seu namorado liga mais pra uma droga de celular (isso é comprovado porque durante o jantar ele fica mandando mensagens pra meio mundo), ou então porque ele é antí-romantico mesmo. Daí você fecha a cara e ele tende a perguntar o que você tem, esperando que ele descubra que é falta de educação te largar cinco vezes seguidas no vácuo porque estar mexendo no celular. Então ele abre a boca e você acha que ele vai dizer que entendeu o porquê da tua cara, o que não acontece. Ele quer mesmo é te encher o saco perguntado se você quer alguma coisa, até você pensar em algo estapafúrdio só para ele parar. O pior momento de tudo isso é quando ele quer ir ao play do shopping com você e acerta tua mão trossentas vezes com o disquinho de rock (propositalmente, porque ele confessa isso depois). A única coisa que você pode fazer nessas horas é fazer com que ele pague o maior mico na pump it up. O único problema é que as moças do play gostam de vê-lo dançando. No final façamos o pior: se você sabe que a cara dele estoura de espinha se ele come muito chocolate, pague para ele um twocolate. Mas lembre-se: a noite é dele, e claro que ele vai fazer pior contigo. Te lambuza de chocolate para que você fique pior que teu irmão de um ano e meio. E o pobre ainda vai se sentir se você fechar a cara novamente. Acorda!!! A noite foi pior que filme de terror sem morte sangrenta!!!!

-----------------------------------------------------------------------

Particularmente achei esse texto muito engraçado pela primeira vez que o escrevi.
Como ele tava perdido entre muitos outros, resolvi retirá-lo da escuridão e dá-lo um pouco de vida aqui.
Na época em que foi escrito eu ainda namorava, e isso que foi descrito aqui acontecia quase que toda semana.

8 comentários:

Lílian disse...

nossa você tem razão, mais é sempre assim mesmo que as coisas acontecem
da uma raiva ;@
as vezes quero mata o meo
bgs

Letícia Maruci disse...

gostei muito ' haha
Mas ainda acho que namoro a distancia é mais triste :/
estou passando por isso, e nunca axei que iria acontecer comigo!
eu aqui no Paraná,e ele em São Paulo, apesar da gente se gostar muito, a distancia acaba com tudo , superfoda isso :/

Jeniffer Yara disse...

Gente acontecia mesmo?!Pensei em ser só uma história!Rs'Cara quando tiver namorado não quero que isso aconteça,por mais que goste dele e talz,vou dar um toque pra que ele não faça isso de jeito nenhum!Acho que vou mostrar esse texto pra ele!Rsrsrsrs'

Mas cara muito bom o texto,se retrata o que aconteceu mesmo...;)

Bjs

Cááh disse...

Eu achei bem engraçado, mais isso acontece mesmo, pelo menos eu tive a sorte de achar um namorado que não faça isso, ou pelo menos por enquanto. Quem sabe... beeijos

Erica Ferro disse...

HUAHASUHASUHASUAS!

Eu ri.

Eu acho engraçado essas briguinhas de namorados, quem 'prejudica' levemente mais o outro e tal.
Tão legal ver isso, só não é legal ser os namorados em questão, né? HASUHASUHASUAS!

Beijo.

Lily Ribeiro disse...

#euri [+1]
óóótimooo blog :D
Tô seguindoo, e tem selo no meu blog pro teu ;)

http://lilyribeiro.blogspot.com/

Natália disse...

Puta merda cara, como que tu conseguia aturar essa criatura? Algo de especial ele deveria ter. beijos

Desirée F. disse...

Eu ri muito! Adorei o blog, parabéns! :D