quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Desajeitado


No começo é sempre assim. O coração acelera e as mãos ficam frias. Surge aquele olhar apaixonado e misterioso de quem deseja o indesejável. É o jeito desajeitado de amar. As mãos não encontram posições e são guardadas no bolso. A conversa é estranha com perguntas do tipo será que vai chover? Está frio né ?

Nesse dia eles olham para as estrelas. A lua os encanta. Eles vivem do primeiro amor. Estão apaixonados. A menina olha para o rapaz timidamente e ele se envergonha. Aquelas mãos desajeitadas começam a se encontrar. De repente elas se unem e um brilho diferente surge no olhar do casal.

Ele se aproxima, mas não tem coragem. Como é difícil dar o primeiro beijo. Ela anseia, afinal há tempos espera por aquele momento. Ele sorri e ela ansiosa balança os pés. De um lado para o outro. Será assim todas as histórias de amor, ela pensa.

De súbito ele se aproxima e rouba-lhe o beijo. Ela fecha os olhos e se equilibra na ponta dos pés. Não há mais vergonha e nem timidez. Que estranho é beijar, pensa a menina. Agora as mãos parecem que têm vida própria. Vão direto para a cintura da menina e as dela para o pescoço do rapaz. Não há mais conversa. Eles se separam sem se olhar. Acabou. Apenas um abraço e um adeus rompe o silêncio. Agora são apenas bons amigos com uma história de um amor desajeitado e um coração apaixonado.

P.S: Melhorei da gripe e estou nova em folha. Força na peruca!!
Beijo a todos , Marie !

5 comentários:

Jeniffer Yara disse...

Que lindo!Que mara! Nunca vi uma descrição assim de um primeiro beijo,de uma paixão...Ai muito lindo mesmo!Rs

E ainda bem que está bem!;)

Bjs

Bill Falcão disse...

Ah, como eu entendi este post, Marie!
Bjoooooooo!!!!!!!

Lílian disse...

O primeiro amor é aquele ingenuo e desajeitado, sem malicias .

amei o seu texto sua definição é otima parabens

estou segindo *-*
bgs ;

Erica Ferro disse...

Cacilda!

Ótimo post!
Emocionante.

Beijo.

Maryhellen disse...

Mari, lindo o testo, mas aquele xeque-mate do amores e suspiros é perfeito também! Saudades