quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Extasiado

De fato ela recusara. Recusara acreditar que havia terminado ali. Em um simples gesto de tolice. Foi-se embora junto com a alegria as eternas juras de amor. Partiu sem dizer adeus e sem despedir-se da sorte . Cada um para seu lado, sem olharem para trás. Duas almas divididas de uma única história . A culpa não foi deles, foi somente do desejo. Desejavam de mais. Amavam de mais e ousaram de mais. A vida tornou-se escancarada. Agora eram muito mais do que bom amigos. Eram amantes. Amantes dos próprios impulsos secretos. Cada um por um caminho com um coração arrebatado e um amor extasiado.

6 comentários:

Erica Ferro disse...

Shoooooow, Mari!
Tocante mesmo.

Beijo.

Natália disse...

O amor, sempre juntando e cortando laços! beijos

Jeniffer Yara disse...

"Cada um por um caminho com um coração arrebatado e um amor extasiado."

Amei! Muito show! *.*

Bjs!

Palavras Andantes disse...

Shoe.

bý : Ana Carolina

Narinha. disse...

Lindo! ;-;

Isadora disse...

nossa, muito lindo o texto!
amei o blog, parabéns!